Coluna | Vira a Página #41 – Stephen Hawking e isenção de impostos para E-books

Olá, pessoal! A nossa coluna quinzenal sobre novidades do mundo literário está de volta. As notícias de hoje serão sobre a homenagem póstuma de Stephen Hawking e uma mudança no mercado editorial.

• Recentemente, o físico Stephen Hawking faleceu. No entanto, sua obras continuam em evidência por conta da imensa contribuição delas para o mundo da ciência. Prova disso está no fato de que um de seus livros, “Uma breve história do tempo”, ocupa a quarta posição da lista de mais vendidos na categoria de Não Ficção com 2.113 cópias vendidas. Publicada pela Editora Intrínseca, a obra guia o leitor na busca por respostas a algumas das maiores dúvidas da humanidade como a origem do universo, sua infinitude, questões sobre o tempo, dimensões e muito mais.

Correndo o risco de cair no óbvio ao comentar esta noticia, devo dizer que algo assim é apenas a ponta do iceberg em relação ao que deve ocorrer no mundo da literatura e da cultura pop tanto a curto como a longo prazo. Além de publicações como essa que reverberam no tempo pela relevância, há também o fato de Stephen Hawking ter sido homenageado em várias produções da cultura pop, seja em cinebiografias como A Teoria de Tudo até participações em Os Simpsons e Big Bang Theory. Por isso, é até possível prever que seu livro irá vender muito mais.

Stephen Hawking

– Ano passado, uma das noticias que agitou o mercado editorial foi a isenção de impostos para e-books e e-readers. Em tese, isto já estava como certo desde o anúncio da aprovação da proposta, mas o que muitos não sabiam é que a União havia entrado com recurso alegando que a sentença incidiu em erro e omissão. Em fevereiro, o Superior Tribunal Federal rejeitou o recurso liberando o caminho para que esta novela chegasse à um capitulo final. Agora, nenhuma das partes poderá recorrer da sentença segundo informação divulgada no Portal Publish News,

O fim desta novela só pode ser motivo de comemoração. Isso se deve pelo fato de que muitos autores independentes publicam neste formato tendo em vista que os custos para a impressão e venda de livros impressos são bem maiores. Agora, com esta novidade fica o incentivo para que novos talentos da literatura nacional possam publicar cada vez mais mesmo em tempos de crise econômica. Resta saber quais serão os impactos disto a longo prazo. Enquanto ainda não conseguirmos viajar no tempo e dar spoiler para vocês fica a expectativa de uma futuro mais otimista.

 


Marcus é redator no site Leituraverso e um dos hosts do podcast Leituracast.


Entre no nosso grupo secreto no Facebook e no grupo do Telegram para interagir com autores dos textos e outros leitores.

The following two tabs change content below.