Vira a Página #18 – Jojo Moyes, Obras em Domínio Público e Sherlock

Olá pessoal, estamos de volta com mais notícias literárias chegando na sua timeline! Entre as novidades dessa semana, temos noticias sobre Jojo Moyes, lançamentos e muitos mais.

– Segundo o site Publish News, a autora britânica Jojo Moyes foi a escritora que mais vendeu livros em 2016. Entre os livros mais vendidos do ano, ela é a única a ter dois livros nas primeiras posições. Um dos principais motivos é o sucesso da adaptação “Como Eu Era Antes de Você”, dirigida por Thea Sharrock com Emilia Clarke e Sam Claffin no elenco principal. No Brasil, o best-seller foi publicado pela Editora Intrínseca e teve 352.330 exemplares vendidos. Logo atrás, na terceira posição, está “Depois de Você” com 228.073 de livros vendidos.

– Segundo matéria publicada no site da IstoÉ, 2017 será o ano em que as obras de autores mortos em 1946 cairão em domínio público. Este é o caso do pioneiro da ficção cientifica H. G. Wells, autor de O Homem Invisível (1897), A Ilha do Dr. Moreau e A Guerra dos Mundos (1898), entre outros nomes como André Breton (Manifesto Surrealista), Gertrude Stein (Autobiografia de Alice B. Toklas), MinaLoy (uma das autoras do Manifesto Feminista), D. T. Suzuki (Introdução ao Zen Budismo e Manual do Zen Budismo) e algumas obras do poeta, dramaturgo Frank O’ Hara. Isso ocorre em países que tornam uma obra pública no primeiro dia do ano seguinte em que se completam 50 ou 70 anos da morte de um autor.

– Logo no inicio deste ano, começou a quarta temporada de Sherlock pela BBC. Aproveitando o momento, a revista japonesa Young Ace anunciou mais uma série do mangá homônimo. Inclusive, a última edição adaptará o episódio “A Scandal in Belgravia”, exibido na segunda temporada da produção criada por Steven Moffat e Mark Gatiss. Com o titulo “Belgravia no Shubun”, o quadrinho será ilustrado pelo desenhista Jay que foi responsável pelas edições anteriores. Até o momento, este material continua inédito no Brasil. Nos EUA, é publicado pela Titan Books.

– Um dos primeiros lançamentos da editora Bertrand Brasil deste ano é o thriller psicológico “O Que Ela Deixou“, do estreante T.R. Richmond. Confira a sinopse:

A trama do livro tem uma narrativa que se desenvolve através de mensagens, e-mails e posts de internet para desvendar o mistério da morte de Alice Salmon. A repercussão de seu trágico afogamento pode ser encontrada nos jornais, na internet e no coração de seus entes queridos. O homem que melhor a conhece, porém, é o professor Jeremy Cooke, um acadêmico obcecado por compreender e reconstruir precisamente a existência de Alice a partir do que ela deixou para trás: seus diários, mensagens de texto e presença online. Cooke sabe que esta reconstrução se tornou uma tarefa que está lhe consumindo a vida. O que ele não sabe, porém, é quão profundamente essa busca o levará a embrenhar-se numa história de amor, perda e obsessão, na qual todos incluindo ele próprio têm algo a esconder.

Um detalhe interessante é o blog fictício do professor Jeremy Cooke onde o público pode iniciar sua própria investigação.

 “Vira a Página” é uma coluna escrita por Marcus Alencar. Marcus é redator no site Leituraverso e um dos hosts do podcast Leituracast.