Uma Rapidinha Sobre Músicas Sensuais

 

Recentemente, através do Erik sem C, descobri esta playlist. Basicamente, são músicas que têm uma aura sensual muito marcante. Outra coisa que chama atenção na lista é a sua versatilidade. Apesar de o clima ser sempre o mesmo, as canções vão de Jimi Hendrix a The Weeknd, de Portishead a Led Zeppelin e de NIN à Rihanna, passando por Selena Gomez e inúmeras outras coisas das quais eu nunca ouvi falar, mas que são excelentes. Sinceramente, não sei para que você usaria essa playlist, mas se você gosta de música, recomendo fortemente que você a siga.

Porém, o que me chamou a atenção de forma bastante surpreendente foi que, de uma certa forma, a maioria das músicas respeita uma determinada estrutura que contribui para o espectro sensual (e, às vezes, sexual) por trás delas. Vejamos algumas dessas coisas.

 Música Sensuais

Ritmo Constante

“Devagar e sempre”, já dizia o ditado. Em geral, para ser sexy, parece que uma música não pode passar dos 80 BPMs. O comentário anterior para não músicos se resume a tocar o que você tiver de tocar b e m   d e – v a – g a r. Além disso, e como era de se esperar, quem marca o ritmo é a percussão, geralmente uma bateria sampleada com sons bastante estourados, daqueles que fazem bastante eco no fone, ou que saem bem grave nas caixas de som.

 

Melodias Decrescentes

Ao contrário do que lógica pode mandar, essas músicas nunca vão subir. A progressão de acordes é sempre uma caída e o clímax das músicas, em geral, é anti-climático. Aqui e ali, algum acorde maior dá uma luzinha nas canções, mas em geral a predominância é dos acordes menores, mais tristes, algo que, em geral, será acentuado pela melodia vocal. No fim, fica mais ou menos assim, num ritmo arrastado, com sons graves e notas menores, eis que surge uma voz aguda ou sussurrada, fazendo um contraponto.

 

Vocais Sugestivos

Um sussurro no pé do ouvido vale mais do que mil imagens. Aqui e ali, algumas vozes mais impostas e, até mesmo, esganiçadas aparecem – como esquecer de Plant em Since I’ve Been Loving You? Mas o que manda mesmo é cantar baixinho, sussurrar nos fones de alguém, recitar as letras no ritmo e, às vezes, até gemer a letra entre um verso e outro.

 

Letras Controversas

Me xinga! Sempre soa esquisito, mas como não pensar em Tainted Love do Marilyn Manson, ou Closer do NIN e não ficar incomodado quando se pegar na batida de uma música que fala muitas coisas erradas de um jeito estranho. Parece outra constante das tais canções sensuais.

 

Concluindo: ritmo lento, melodia torta e depressiva, vocais envolventes e letras questionáveis provavelmente farão uma música sugestivamente sensual, mas é claro que esses não são os únicos fatores. Ouça a playlist e se você tiver mais algo para colocar na mesa, comenta aí.

The following two tabs change content below.