Comentário: Sete Minutos Depois da Meia-Noite (2017) e a reflexão sobre os nossos conflitos mais desconhecidos

“Velho demais para ser uma criança e jovem demais para ser um homem.

sete minutos depois da meia-noite 0

Adaptação do livro “A Monster Calls” de Patrick Ness, dirigido por J.A. Bayona — que agradou ao público com os filmes “O Impossível” e “O Orfanato” —, Sete Minutos Depois da Meia-Noite traz a história de Conor, um jovem de 13 anos que, como se não bastasse acompanhar o câncer em fase terminal de sua mãe (Felicity Jones, de “Rogue One“), ter um pesadelo frequente, um pai ausente (Toby Kebbell, de “Quarteto Fantástico“), ainda enfrenta o bullying na sua escola. Mas tudo passa a se complicar quando Conor recebe a visita do Monstro (Liam Neeson, de “Busca Implacável”), que lhe propõe contar três histórias em troca de uma a ser contada por ele.

É a partir desse momento que o telespectador passa a criar a empatia e a curiosidade em se aprofundar no que lhe é mostrado, pois nos primeiros minutos é tudo apresentado de forma breve. Mas o filme acerta em vários pontos aqui: desde os excelentes efeitos até as grandes artes nas ilustrações das histórias narradas pelo Monstro — que conta com uma excelente caracterização. Talvez o drama se sustentasse no relacionamento entre Conor e sua mãe; no entanto, o filme ganha destaque com a Vó (Sigourney Weaver), a qual desperta um choque entre os seus personagens — sem falar do seu relacionamento com o neto, que juntos proporcionam grandes momentos dentre suas indiferenças.

sete minutos depois da meia-noite 1

Mas diante de tantos conflitos em que o protagonista se vê envolvido, o maior significado está no monstro e sua metáfora de mostrar de um jeito intrigante e emocionante a forma como Conor se sente. Há situações em nossas vidas que muitas vezes nos levam ao desespero; a tristeza vem logo em seguida e, por não sabermos como lidar, o que mais queremos é que alguém diga que tudo vai ficar bem para que possamos contemplar de uma vez por todas o fim daquela dificuldade. De uma forma madura e delicada, Sete Minutos Depois da Meia-Noite levanta essa questão através de Conor e a dor que mais lhe atinge: aceitar o fato de que irá perder sua mãe.

sete minutos depois da meia-noite 2

São filmes como esse que no final garantem uma experiência gratificante, capazes de nos fazerem refletir, e que nos convidam a interpretar e se envolver com a sua história e com os seus personagens. No todo, Sete Minutos Depois da Meia-Noite vai além das expectativas e trabalha de maneira honrosa os conflitos e pensamentos que nos rodeiam.

The following two tabs change content below.

Felipe Oliveira

Gosto de tudo um pouco, mas me limito em não arriscar muito e talvez escrever seja o meu momento mais sincero no qual posso expor minhas ideias e pensamentos.