Primeiras Impressões – Princesa Leia (2015)

 

single-leia

Não é de hoje que eu venho comemorando o fato de a Marvel estar produzindo quadrinhos com histórias dos personagens de Star Wars, já escrevi sobre alguns deles aqui. E a coisa não pára por aí. Recentemente foi anunciada uma história solo de Poe Dameron, mas, é bem verdade que existe um delay na tradução de quadrinhos, quem lê pelo comixology em inglês, em geral tem as cosias mais rápido, mas, em geral, quase tudo que sai lá sai aqui também. E desde a segunda edição da mensal de Darth Vader estamos sendo apresentados à revista solo da Princesa Leia.

Os roteiros estão a cargo de ninguém menos que Mark Waid, que já tem trabalhos consagrados tanto na DC como na Marvel, além de outras editoras. Nos desenhos, trabalham Terry e Rachel Dodson, ele fazendo a arte e ela finalizando. Os artistas fizeram a opção por “interpretar” Carry Fisher na hora de ilustrar Leia, então o que temos não é uma reprodução exata do rosto da atriz, mas alguma semelhança. Isso é bastante agradável pois concentra a atenção do leitor no desenvolvimento da personagem.

pricess-leia-issue-4

O roteiro de Waid até agora está muito interessante, mostrando uma Leia muito criticada por não chorar a morte do pai e a destruição de seu planeta natal; muito protegida, pois o Império Galático abriu uma temporada de caça aos Alderaanianos espalhados, e extremamente destemida, ao tomar as rédeas de uma missão particular: procurar os cidadãos de Alderaan e resgatá-los, antes que Sidious e Vader ponham as mãos neles.

Outro mérito que esse roteiro pode levar é o de expôr mais da infância e adolescência de Leia, seus relacionamentos fora da Aliança Rebelde e a cultura de Alderaan. De fato é um trabalho magnífico que está sendo conduzindo e, felizmente, já está virando clichê elogiar a Marvel pelo tratamento que Star Wars tem recebido nas HQs.

The following two tabs change content below.
Professor, redator, editor-chefe deste site. Sou um cosplay de baixo orçamento de mim mesmo. Parceiro do Erik no PontoCast e host do BancaCast. Não sei qual é o meu animal interior, mas não é uma chinchila.