Primeiras Impressões: Mr. Robot (2ª Temporada)

Com a porta que foi aberta ao final da primeira temporada, entramos na continuação de Mr. Robot. Entretanto, não parece que viemos fazer uma visita amistosa a um companheiro que não vemos desde o ano passado. Na verdade, o sentimento é de ter caído de paraquedas num território que foi completamente mudado pela ação de um tempo que passou sem ser contado entre uma temporada e outra, o que é surpreendente. As duas primeiras horas dessa nova temporada não deixam ninguém perdido, mas, leva um pouco de tempo para juntar as informações e colocar cada coisa no seu lugar, ou melhor, entender o que nunca esteve no lugar e que agora está menos ainda.

13690833_1164000537000221_4565675075665482059_n.png

Se o grande acontecimento da primeira temporada foi a Evil Corp ser hackeada pelo fsociety, começamos a segunda temporada com esse fato já consumado, e, então, somos apresentados às consequências da revolução, nem sempre pacíficas ou benéficas, à primeira vista, seja para os cidadãos que tiveram seus registros de débitos protegidos da corporação que os cobraria, ou para os soldados cibernéticos que deram o primeiro passo rumo ao mundo que querem criar. Os sentimento geral é de que todos estão perdendo, desde o CTO engravatado torrando dinheiro, ao guerreiro das trincheiras virtuais, que não consegue ver, ou mensurar suas reais conquistas.

13615195_1163097857090489_2834791115945284370_n.png

Além disso, todos os personagens se intensificaram em seus caminhos sombrios. Elliot, cria um loop com uma nova rotina para fugir de seus surtos psicóticos enquanto Angela se afunda cada vez no mundo corporativo. Por fim, outra personagem que aparece proeminentemente num caminho morro a baixo é Darlene, assumindo mais ferrenhamente a liderança das ações da fsociety. Com menos evidência, Gideon fica para bode expiatório da temporada anterior e, agora, enfreta uma via crucis bastante desconfortável. Por fim, o mistério de Wellick continua.

Se é que é possível, a segunda temporada promete ser mais obscura e surpreendente que a primeira visto que as histórias verdadeiramente evoluíram, mas parecem estar todas indo para o lado errado: o que, nesse caso, é muito bom.

The following two tabs change content below.
Hippie com raiva.