Primeiras Impressões: Ash vs Evil Dead

Anunciaram há alguns meses que a trilogia “Evil Dead” (“A Morte do Demônio”, no Brasil) receberia uma continuação em formato de série. Na equipe, Bruce Campbell retornaria como o mitológico Ash e Sam Raimi (da trilogia “Homem-Aranha”) voltaria na produção-executiva e dirigindo o piloto dessa nova fase de sua cria, iniciada com o primeiro filme em 1981. A ansiedade era real, e valeu a pena esperar: como o próprio Ash diz, ele está de volta, e está “da hora”.

Ash-vs-Evil-Deadposter

A série retoma os acontecimentos na vida de Ash Williams 30 anos depois do filme original. Ash continua trabalhando na mesma loja que vimos em “Uma Noite Alucinante 3” (“Army of Darkness”, 1992), agora não podendo ser demitido e tão ruim no seu trabalho como imaginamos. Idolatrado por seu colega de trabalho Pablo e desprezado pela operadora de caixa Dana, Ash vive sua vida em um trailer, fugindo de seu passado horroroso. Até que circunstâncias (um tanto quanto imbecis) trazem de volta os “mortos malignos”, chamados de Deadites, e Ash é obrigado a confrontar o seu passado – com direito a banhos de sangue, cenas bizarras e muitas frases de efeito.

ash-vs-evil-deadComo era de se esperar, considerando o histórico da trilogia, o cânone não é muito levado em consideração; ainda assim, temos menções diretas e indiretas aos três filmes da franquia, o que torna a experiência fantástica para quem é fã dos originais. Para quem não o é, a trama é bem simples e posiciona a audiência com tranquilidade no novo momento da história. Além disso, flashbacks (usados de uma maneira ótima) enriquecem o conhecimento de quem nunca assistiu um filme de “Evil Dead”.

Ash-vs-Evil-Dead-9Para quem realmente não conhece nada dos filmes, uma boa comparação em termos de ambientação e estilo é com “Zumbilândia” (“Zombieland”, 2009) e “Todo Mundo Quase Morto” (“Shawn of the Dead”, 2004): o terror é circunstancial, e a comédia permeia mesmo as cenas mais pesadas, gerando aquela estranha sensação de humor culpado. Ainda assim, vale ressaltar que “Ash vs Evil Dead” não é uma série de zumbis; as criaturas enfrentadas aqui estão mais para um misto de Pazuzu de “O Exorcista”, em suas habilidades contorcionistas, com Freddy Krueger e seu poder de manipulação mental.
0O piloto da série foi muito competente, e a direção de Raimi no primeiro episódio dá exatamente o tom que os fãs esperavam da série. Bruce Campbell dispensa comentários com seu Ash cinquentão, o elenco está afiado e Lucy Lawless, a eterna Xena, está no elenco no papel de Ruby Knowby – personagem misteriosa que possui o mesmo sobrenome do doutor que descobriu o livro no filme original.

Resta saber agora se o resto da audiência do canal a cabo Starz vai ter estômago para acompanhar as aventuras de Ash e seus desgraçados companheiros na luta contra os mortos malignos.

O Starz aposta que sim: a série foi renovada para uma segunda temporada antes mesmo de sua estreia.

Nossos podcasts com Evil Dead:
– Especial Terror Anos ’80: parte 1
– Especial Terror Anos ’80: parte 2

The following two tabs change content below.

erikavilez

Erik (sem C) é escritor, roteirista e dançarino de hula profissional lá fora. Aqui dentro, Erik é redator-chefe e comercial do site, além de criador, host e editor do PontoCast, o podcast carro-chefe da casa.