Primeiras Impressões – Pitch (2016)

Pitch é o novo drama criado por Dan Fogelman (criador também da estreante “This Is Us”) e transmitido pela Fox. A audiência da sua estréia não foi tão boa, mas isso não quer dizer que o piloto tenha sido ruim.


Ela conta a história de Ginny Baker (Kylie Bunbury de “Under the Dome”), uma jovem que é a primeira mulher a entrar pro time de beisebol e jogar na Liga Principal. Através de flashbacks, a série nos mostra que Ginny descobriu ser boa em lançar bolas desde muito pequena, e com a ajuda de seu pai treinou cada vez mais e tomou gosto pelo beisebol. Foi num jogo de ligas menores que um olheiro a encontrou, e assim ela teve uma chance de crescer nesse meio.

mv5bmtc5ntq1mjm3m15bml5banbnxkftztgwnzyznjm5ode-_v1_

“Pitch” é uma aposta com culhões da Fox, pois é um assunto pouco explorado na televisão. Não se trata apenas do esporte e sim da presença feminina em algo dominado em sua maioria por homens. É de grande importância darmos abertura e destaque ao que as mulheres são capazes, e Pitch é um exemplo claro disso, tendo grandes chances de prosperar. O piloto em si indica isso; o episódio possui um ritmo bom, cheio de emoção e empoderamento feminino.

Ginny é um exemplo para meninas e mulheres de força e luta, sendo uma inspiração. Ela estar num time masculino é a representatividade que é tão necessária para todas nós mulheres, o que fica evidenciado quando o estádio é lotado pela presença feminina e cheio de cartazes de apoio à jogadora.

Outra pessoa de garra é Amelia Slater (Ali Larter, de “Heroes”), agente de Baker, que faz de tudo para levá-la ao topo com cuidado e um amor bruto. Ginny enfrenta maus bocados nesse episódio; o machismo está presente constantemente, e ela não é vista com bons olhos pelos seus companheiros de time, o que a faz duvidar de si mesmo em certos momentos.

pitch-s1_17-group_2029rev9-rt11_hires2-768x413

Pressionada por si, pela mídia, pelo público, por seu pai e pela equipe, a série acompanha como estes agentes externos influenciam Ginny de forma competente e com muito bom gosto. O piloto ainda nos transmite sentimento de nervosismo, apreensão e frustração, mas também balanceia essa negatividade com a determinação de Ginny para se erguer, lutar e dar a volta por cima e provar que é capaz de se manter na profissão que escolheu por ser uma excelente jogadora. Além da boa temática, a técnica é trata com carinho, e os enquadramentos são muito bonitos; o foco em Ginny quando está se concentrando em campo é prazeroso de se ver.

thepitch

Não é um episódio extraordinário, mas executa seu papel, passando a mensagem da importância dessa história e nos fazendo querer acompanhar mais se aquela garota será aceita nesse meio tão inóspito e deixará de ser considerada apenas uma peça para vender muitos ingressos devido à curiosidade do público em algo novo.

***

Este texto foi escrito por Lenise Moretti, rainha das séries (boas e ruins), membro do Cantinho Sentimental, do Vilacast, tuiteira (twitter.com/lelemoretti) e fotógrafa no Instagram (@lenisemoretti).

The following two tabs change content below.
Do cult popular ao pop culto: PontoJão é o lugar para você ir além do senso-comum. Seu ponto além da curva.