Comentário | “Educação superior de verdade” – Noam Chomsky explica o que isso quer dizer

Noam Chomsky é um nome que você, provavelmente, ouviu enquanto assistia Capitão Fantástico. Se você estiver estudando alguma área das Ciências Humanas, é possível que o linguista americano já tenha sido citado ou estudado mais a fundo em alguma aula.

educação superior

Ainda vivo, Chomsky é professor aposentado pelo MIT (Massachusetts Technology Institute) e recebe, comumente, a alcunha de “pai da linguística moderna”. Suas teorias abordam, principalmente, propriedades matemáticas na linguagem e criticam a maneira behaviorista de pensar a linguagem como habilidade adquirida unicamente através do condicionamento de hábitos. Ao contrário disso, a Teoria Gerativista de Chomsky propõe que existe uma Gramática Universal inerente ao cérebro humano e ela é ativada e desenvolvida ao longo da vida. O debate entre as teorias teve início anos 60, mas se estende até hoje.

Mas, para além da linguística, Chomsky também é filósofo, comentarista político e, é claro, educador. Nesse sentido, recentemente, um artigo do Open Culture (leia em inglês aqui), mostra os pensamentos do acadêmico sobre o que seria uma pessoa de fato “educada”. Aqui, vale ressaltar, o termo educação está relacionado à desenvolvimento intelectual, e não a etiqueta, como usual.

Num vídeo de pouco mais de três minutos, Wilhelm von Humboldt, filósofo alemão, é citado por Chomsky como a pessoa que tem a melhor resposta para a pergunta “o que significa ser uma pessoa educada de verdade”, ou melhor “o que é ‘educação superior’ de fato?”. Títulos acadêmicos e o ambiente escolar, apesar de fazerem parte dessa resposta, não representam um papel tão importante quanto outros fatores. O que é proposto para uma verdadeira educação superior é que ela ofereça recursos para que as pessoas sejam capazes de “fazer perguntas sérias”, saibam “como questionar” e “onde procurar” pelas respostas e informações que lhes sejam necessárias. Citando Humboldt, Noam Chomsky diz que o alemão “argumenta, acredito, muito plausivelmente, que o princípio nuclear requerido para formar um ser humano completo é a habilidade de questionar e criar de maneira construtiva, independente, sem controles externos.”. Em suma, “encontrar seu próprio caminho.”.

Em suma, quem está, de alguma forma, envolvido com educação, cultura e arte, deve pensar se esses recursos estão, de fato, sendo oferecidos para que cada um encontre seu próprio caminho, seu próprio jeito de ser, pensar e se posicionar no mundo. Uma educação superior de fato vai muito além de diplomas e títulos.

 


Gostou do texto? Gosta de escrever também? Seja um colaborador do PontoJão! Entre em contato conosco pelo Twitter, pelo grupo do Telegram ou mande um e-mail para contato@pontojao.com.br

The following two tabs change content below.
Professor, redator, editor-chefe deste site. Sou um cosplay de baixo orçamento de mim mesmo. Parceiro do Erik no PontoCast e host do BancaCast. Não sei qual é o meu animal interior, mas não é uma chinchila.