Ponto dos Bananas: Jason Voorhees e a Arte da Viradinha Cool

Um segredo para ser cool.

Nunca vire imediatamente quando chamarem seu nome.

Isso faz você parecer um cara inseguro, desesperado por atenção. A bitch de alguém, como dizem os americanos.

Atenda dentro de seu tempo. Pare. Finja considerar por um momento se vale a pena virar ou não para ver quem está te chamando. E só por fim ofereça seu rosto como se fosse uma enorme concessão, um gesto de ilimitada boa vontade.
Se tiver dúvidas, veja os filmes de Jason Voorhees, a estrela cinematográfica da série Sexta-Feira 13 (Friday the 13th).

Jason tem o timing perfeito do cool.

Jovens adolescentes correm desesperadamente diante de sua visão. Ele não se importa. Ele jamais dará a alegria de vê-lo correndo atrás de alguém. Ele segue lento e decidido, a passos firmes, seguro de sua missão (ainda que sua missão seja matar os coadjuvantes da série e que muitos duvidem de que isso seja realmente uma missão, parecendo mais um hobby).

Dentro daquela cabeça decomposta, oculta pela máscara, Jason parece cantar “Time Is On My Side”, dos Rolling Stones. Ou o clássico de Louis Armstrong “We Have All The Time In The World”.

Ok, Jason pode ter dificuldades com a moda, com a sociabilidade, com a vida comunitária de modo geral.

Mas, para aprender o timing do cool, ele é o modelo definitivo.

***

Esse texto humorístico foi publicado originalmente na sessão Cool de “A” a “Z” do site República dos Bananas.

***

Leia Também

Aproveitando o brutality de mortes toscas do Jason, veja uma lista dos melhores piores filmes de terror da história.

E se anos 80 pouco é bobagem, ouça aí cast especial de terror, Parte 1 e Parte 2

 

The following two tabs change content below.
Hippie com raiva.