Ela Volta na Quinta (2014/2016)

poster-de-ela-volta-na-quinta-1456327321008_656x960

Título: Ela Volta na Quinta

Diretor: André Novais Oliveira

Ano: 2014 (festivais) / 2016 (circuito comercial)

Pipocas: 8/10

A tecnologia serve à arte muito além das inspirações de ficções científicas, e no cinema não foi diferente. Desde os idos dos Lumière e Meliès até nossas chegadas atuais, o cinema viajou de arte inovadora desconhecida até a possibilidade de fazermos filmes em casa. Neste processo, passamos a ver que o que faz um bom filme é uma boa história contada da forma que precisa, e é isso que vemos em “Ela Volta na Quinta”.


O filme conta a história de um casal de idosos que está em uma encruzilhada em seu casamento, de forma que a esposa decide viajar para Aparecida do Norte em busca de um pouco de fôlego. Em casa, seu marido e seus filhos contemplam o que resta após a partida da mãe, e qual seria o futuro da família quando ela retornasse.

ELAVOLTA01menor
Embora seja uma trama fictícia, o filme tem jeito de biográfico. O diretor André Novais Oliveira, durante entrevista exclusiva ao PontoJão (ouça abaixo), falou que a escolha de por seus pais como atores protagonistas do filme – e ele e seu próprio irmão como coadjuvantes – não foi só uma decisão financeira (o filme foi feito com orçamento de curta-metragem), mas também artística. Isso fica evidente na própria maneira que Novais filma seus planos, e como a câmera não se furta ao direito de registrar silêncios constrangedores, momentos solitários e eventos corriqueiros.

Ouça nossa entrevista com o diretor acima.

Essa intimidade nos põe muito perto da história e, embora o áudio nem sempre colabore para que entendamos o que os personagens dizem, suas expressões e ações nos dizem tudo o que precisamos saber. O casal principal não tem em sua técnica de atuação seu grande trunfo, como era de se esperar, mas por estarem em uma réplica de um dia normal de suas vidas, isto fica em segundo plano.

no-encerramento-sera-exibido-o-filme-mineiro-ela-volta-na-quinta-de-andre-novais-oliveira
Em primeiro plano temos a discussão sobre a nossa relevância dentro de um contexto no qual estamos inseridos – em outras palavras, se o mundo nos percebe e nos reconhece ou se recai no mau e velho “só dá valor quando perde”. Em contraposição, o desenvolver do filme trata também de retornos, mostrando que a experimentação da ausência não constitui aprendizado por si só – e como, em última instância, nenhuma perda faz o mundo parar de girar.

“Ela Volta na Quinta” é um bom filme de um cineasta bem-sucedido em curtas metragens fazendo a transição natural para os longas. Por mais simples que seja sob uma visão cinematográfica, “Ela Volta na Quinta” é um grande filme dentro da análise das relações humanas.

 

Leia Também:

Mais um ótimo filme brasileiro: CineBrasil #2: Meu Pé de Laranja Lima (2012)

Outra história simples e muito bem contada: Do Amor e Outros Demônios (1994)

Sobre o amor ao cinema: Classicologia #12- “Cinema Paradiso” (1988)- tributo à sétima arte

***

Essa resenha e entrevista são oferecimentos da rede CineJoia de cinemas. Viva o Joia! Viva o Cinema!

IMG_9096.jpg

The following two tabs change content below.

erikavilez

Erik (sem C) é escritor, roteirista e dançarino de hula profissional lá fora. Aqui dentro, Erik é redator-chefe e comercial do site, além de criador, host e editor do PontoCast, o podcast carro-chefe da casa.