Downton Abbey (2010-2015)- As Transições Históricas na Aristocracia Inglesa

the-cast-of-downton-abbey11111

No início deste ano comecei a assistir a série britânica Downton Abbey. Eu já tinha ouvido falar dela diversas vezes, mas nunca tinha prestado muita atenção. Então, com sua disponibilidade na Netflix, resolvi me aventurar a assistir o primeiro episódio. E que aventura! A série escrita por Julian Fellowes é um mergulho no mundo da aristocracia britânica do final do século XIX e início do século XX, mostrando os costumes e as tradições da sociedade naquela época.

EV2015DowntonGroup_JB1
Elenco e produção no BAFTA de 2015

Durante seu período de exibição, entre 26 de setembro de 2010 a 25 de dezembro de 2015 (6 temporadas), Downton Abbey ganhou diversos prêmios, dentre eles 11 prêmios Emmy (foi a série britânica mais indicada ao Emmy de todos os tempos), três Bafta e três Golden Globes.

A série tem como eixo central a mansão da família Crawley, localizada na propriedade rural que dá nome a série, e que fica na cidade de Yorkshire, na Inglaterra. Na casa vivem os integrantes da família e seus criados, e  trata sobre a vida de todos eles, seja dentro ou fora de Downton Abbey.

O enredo da série acompanha alguns momentos de transição histórica importantes, e é nisso que seu brilhantismo é pautado. Há, entre os personagens, um eterno embate entre os tradicional e o moderno. A resistência à evolução de novos costumes surge, principalmente, dos personagens Robert Crawley (Hugh Bonneville), chefe da família; da mãe de Robert, Violet Grantham (Maggie Smith), e do mordomo Charles Carson (Jim Carter), não excluindo outros “reclamões” durante a série. Eles, geralmente, são os que mais se opõem a novidades e evoluções, causando momentos de tensão entre os personagens, mas que na maioria das vezes são cômicos para o espectador.

ba1922db69793af016870ece8eed2850
“Isso é um instrumento de comunicação ou tortura?”

Logo no início da série, uma das evoluções abordadas é a eletricidade, sendo questionada por uma criada se havia realmente a necessidade de colocar lâmpadas pela mansão. Outro momento é a chegada do telefone, aparelho desconfortante e que assustava a todos quando tocava, proporcionando momentos bem divertidos para o espectador, que no dias atuais, não conseguiria imaginar tal situação.

Timestitanic
Personagem Robert Crawley lendo sobre o acidente com o navio Titanic

Também são parte do enredo de Downton Abbey o naufrágio do Titanic, mostrado já no primeiro episódio da primeira temporada. No navio, viajava o noivo da personagem Lady Mary Crawley (Michelle Dockery), que não se mostrou nem um pouco abalada com a morte dele, deixando sua irmã, Lady Edith Crawley (Laura Carmichael) totalmente inconformada. A relação das duas, inclusive, mostra-se conturbada até o final da série.

downton-abbey-season-2-episode-4-matthew-crawley-at-war-x-500
Personagem Matthew durante a Primeira Guerra Mundial

Outro grande momento histórico, retratado na segunda temporada, é a Primeira Guerra Mundial, onde Matthew Crawley (Dan Stevens), novo pretendente de Lady Mary, e Willian Mason( Thomas Howes), criado da mansão, oferecem seus serviços em campo. Mas além disso, Lady Sybil Crawley (Jessica Brown Findlay), a caçula das três garotas da família, torna-se enfermeira e com a ajuda da mãe de Matthew, Isobel Crawley ( Penelope Winton), transformam Downton Abbey em um grande centro de recuperação para os militares feridos em combate. A Primeira Guerra é costumeiramente utilizada em falas irônicas durante a série, quando questiona-se os rumos que o mundo anda tomando. Ela, inclusive, é o ponto de partida para as maiores transformações na série, assim como foi no “mundo real”.

É a partir da Guerra que a posição das mulheres, na série, passa a ter relevância. A própria Lady Sybil é um desses maiores exemplos, sendo a personagem responsável por assumir riscos que antes poucas ou nenhuma mulher havia feito. Ela choca a família, quando em um jantar aparece usando um traje parecido com uma calça, possui ideais políticos fortes e sempre discute com seu pai, além de não ter se imposto aos costumes tradicionais e se casar com o motorista da família. Algumas temporadas depois, as outras duas irmãs também passam a ter certo controle sobre suas vidas. Lady Edith luta pelo seu papel de mãe, enquanto Lady Mary ajuda o pai a administrar os negócios da família e passa a ter uma visão mais aberta sobre relacionamentos, além de abordar, na trama, os primeiros métodos contraceptivos.

Orientalizm-Downton-Abbey
Lady Sybil exibindo seu novo traje

Downton Abbey talvez não agrade a uma grande maioria (apesar de ser considerada uma das séries de época mais bem sucedidas dos últimos tempos), mas para quem gosta do estilo vale muito a pena. Com pitadas do irônico “humor inglês” e que traz à tona elementos históricos importantes, ela tem uma fotografia linda, reforçada pela beleza do interior da Inglaterra e figurinos deslumbrantes. É rica em conteúdo e estética, além do fato de ser uma série já terminada, que ajuda aqueles que adoram fazer maratonas. E se nada disso que falei que te fez ter interesse pela série, lembre-se que o ponto altíssimo da série é Maggie Smith, que fez a Minerva McGonagall em Harry Potter. Sua personagem, muitas vezes chamada de Condessa Viúva, é uma das melhores atuações da série, além de ser a personagem com as melhores frases sarcásticas da TV.

large
“Eu sou mulher, Mary. Posso ser tão contraditória quanto eu quiser.”

***

Leia Também:

Outra série britânica muito instigante, Black Mirror.

Se gosta de séries de época, Mad Men certamente é para você. Veja o porquê.

Ouça nosso podcast sobre as séries de 2015/2016.

The following two tabs change content below.