Creed: Nascido para Lutar

“One Step, One Jab, One Round per time.”

creedpostersmall

Título: Creed: Nascido para Lutar

Diretor: Ryan Coogler

Ano: 2016

Pipocas: 8,5/10

Creed é a nova sequência da incrível série de filmes Rocky, e como toda sequência, nos faz perguntar “o quão boa ela pode ser comparada às originais”. Porém o próprio filme nos ensina desde os primeiros minutos que esse não é mais um filme sobre o Rocky, apesar da magistral atuação de Stallone e da grande importância de Rocky dentro do trama, a história é sobre Donnie Johnson (ou seria Donnie Creed), o filho fora do casamento de Apollo Creed, o maior boxeador da história. O filme, assim como o protagonista, luta para sair da sombra de seus antepassados e construir seu legado com o próprio mérito, mas sem nunca esquecer de fato de onde vem.

Creed tem sua trama toda renovada, com novos personagens principais que conseguem cativar e emocionar sem precisar jogar toda a carga nas costas de Stallone, que possui sua própria luta durante o filme. E como todo filme da franquia, é sobre isso que o filme trata: lutar. Cada uma das personagens vive uma luta diária atrás de seus objetivos, e nem sempre elas são compreendidas. Creed dá uma aula de moral e motivação através dos sempre precisos discursos de Rocky, e ainda assim mostra que o mesmo ainda precisa aprender com os demais a sua volta. Do antagonista do filme, “Pretty” Ricky Collan, vivido por Tony Bellew, até Pete Sporino, treinador do primeiro adversário real de Donnie, tem suas próprias tramas secundárias que desenrolaram com o passar do filme por trás da trama principal envolvendo o jovem Creed.

20151207-creed-nascido-para-lutar-04.jpg

O filme é uma desconstrução do padrão de filmes sobre boxe, onde um jovem pobre briga seu caminho para o sucesso através do boxe, no caso de Creed, temos um jovem rico, com uma carreira no ramo financeiro bem sucedida, que busca suas raízes e construir seu nome sem ficar na sombra de seu pai. Pode não ser o roteiro mais original, ou criativo do mundo, porém, em minha opinião, funciona muito bem. Donnie abre mão de seu conforto e segurança em L.A. para ir morar na Filadélfia e tentar treinar sob a tutela de Rocky Balboa, grande amigo de seu pai. E lá ele passa a conhecer a vida real das pessoas que vivem do boxe, e daqueles ao seu redor. Logo de cara ele conhece Bianca, sua vizinha do apartamento de baixo que não deixa ele dormir por ouvir musica alta durante as noites. Com o passar do tempo Creed descobre que ela é cantora de um bar local e possui perda de audição progressiva. Bianca e Creed logo começam um caso amoroso com cada um servindo de apoio para a carreira do outro, formando o inicio de uma história que foi pouco aproveitada, mas tem tudo para ser usada em possíveis
continuações.

jordan-thompson-creed.jpeg

E obviamente como todo filme de boxe, não faltou momentos de treino e luta com o acompanhamento de uma excelente trilha sonora. Destaque para a primeira grande luta dele contra “The Lion” Sporino, e para a grande luta final contra “Pretty” Ricky Collan, além da releitura da tradicional cena de corrida pelas ruas da Filadélfia.

Creed é um filme muito bom, que funciona bem por si só, mas que sofre de um roteiro mediano. Porém são os verdadeiros fãs da franquia que ele consegue acertar mais forte, com grandes referências aos outros filmes (O Poderoso Chefão, por exemplo), o filme lembra o início de Rocky e sua amigável e acirrada rivalidade com Apollo Creed, e trabalha o crescimento emocional e potencial dos novos personagens cativando muito bem um lugar especial pra eles no coração dos fãs. E para um filme que trabalha a aceitação de um filho abandonado, que passa a ostentar o nome de seu pai, nenhum momento consegue ser mais emocionante do que a aceitação do mundo ao talento de Creed em sua última luta. Pois como o próprio filme diz, não é questão de dinheiro ou fama. É tudo questão de respeito.

CreedFoto02.jpg

The following two tabs change content below.
Do cult popular ao pop culto: PontoJão é o lugar para você ir além do senso-comum. Seu ponto além da curva.