O Contrato de Judas – quando HQ e animação se completam

Este texto contém spoilers sobre O Contrato de Judas, mas leia mesmo assim. 

Dentro das HQs, existem sempre aquelas histórias que marcam os personagens e fazem com que os fãs entendam bem como cada um deles funciona e porque eles são tão incríveis. Quando pensamos em Batman, podemos citar rapidamente A Piada Morta e Cavaleiro das Trevas; se falarmos de Super-Homem, temos O Reino do Amanhã ou O Que Aconteceu ao Homem do Amanhã; por fim, se falarmos dos Titãs, a equipe de jovens super-heróis liderada, a princípio, pelo Robin, sem dúvidas, temos O Contrato de Judas. O plot da história em quatro partes inicia com a terrível revelação de que Terra, na equipe há algum tempo, é, na verdade, uma agente infiltrada de ninguém menos que Slade Wilson — o Exterminador. Seu objetivo, naturalmente, passar informações pertinentes dos heróis para que o mercenário pudesse cumprir mais uma de suas missões.

O Contrato de Judas

Felizmente, para muitas pessoas, a DC/Warner vem fazendo animações de arcos clássicos dos quadrinhos. Recentemente, tivemos A Piada Mortal e agora, em abril desse ano, O Contrato de Judas foi lançado. Algumas comparações pertinentes são importantes de serem feitas. Em primeiro lugar, apesar das diferenças que o filme e a HQ têm, a história principal fica preservada, mas com algumas adições e modificações do material de origem de 1984, escrita por Marv Wolfman e desenhada por George Pérez (que também tem co-autoria na obra).

Dentro da história original nos quadrinhos dos Titãs, o que existe de mais interessante é o “plot twist do plot twist”, já que o título da HQ implica em uma traição que já está revelada desde a primeira das quatro edições do arco. No caso do filme, isso acontece dentro dos trinta primeiros minutos. Assim, quando a audiência imagina que o título da história já se cumpriu, todos são surpreendidos quando uma segunda traição acontece — dessa vez do Exterminador para com Terra. Aqui, existem discrepâncias entre a HQ e o filme que tornam a virada interessante para os dois lados. No filme, Dana é entregue para que Slade receba o seu pagamento. Isso acontece apesar do relacionamento amoroso (problemático) dos dois, já que ela é apenas uma adolescente. Já na HQ, esse ponto acaba soando como um mal entendido causado por Jericó, o filho de Slade Wilson, que invade o corpo do pai e agride Terra, que se enfurece diante da atitude.

O Contrato de Judas

Por fim, existem acontecimentos muito marcantes nessa história: na HQ, temos a primeira aparição de Dick Greysson como Asa Norturna, enquanto na animação a dinâmica de grupo dos Titãs é maravilhosa. Vale a pena conhecer os dois independente de qual seja consumido primeiro, mas vale dizer que a animação da DC tem muitos méritos por modernizar muito bem uma história clássica, preservando suas melhores características e fazendo adições que incrementam consideravelmente o material.