Comentários: Star Wars Rebels – 1° temporada (2014-2015)

A aquisição da Lucasfilms pela Disney gerou milhares de especulações no mundo do entretenimento, mas a primeira confirmação bateu forte nos fãs dos desenhos e séries animadas: o cancelamento da – ótima – série Star Wars: The Clone Wars, exibida pelo Cartoon Network. Há quase um ano foi anunciada a produção de uma nova série animada que seria exibida no Disney Channel para complementar o novo Universo Expandido idealizado pelo rato das orelhas redondas, gerando a – também ótima – Star Wars Rebels.

SWR_Collage

A série se passa entre os episódios III e IV da franquia, e mostra o crescimento do Império por toda a galáxia, fato não explorado em nenhuma produção até agora. Mesmo sendo voltada para o público infantil, a série não é só para crianças: talvez seja a melhor continuação da franquia para a mídia, bebendo muito da fonte de Star Wars – Uma Nova Esperança – se usa de comédia sem perder a seriedade necessária.

É muito bem formada a jornada de seu personagem principal, Ezra Bridger, de um órfão solitário que vive no planeta Lothal com pequenos furtos contra as forças imperiais a um padawan talentoso, que serve como a espinha dorsal dos episódios com o modelo de “problema da semana”. A série vai evoluindo a passos largos, introduzindo noções do treinamento jedi e da organização do Império no nível mais baixo e cotidiano, construindo a história não contada no início das forças Rebeldes que chegariam a destruir o Império.

EzraInfobox

Rebels ainda trabalha com personagens cativantes, tanto heróis quanto vilões. Tendo como um dos temas mais discutidos e criticados de Star Wars a falta de personagens femininas, a série quebra esse paradigma e torna suas principais personagens – a piloto e capitã, Hera Syndulla, e a especialista em armas Mandaloriana, Sabine Wren – fortes e indispensáveis. O jedi Kanan Jarrus e o guerreiro Lasat, Zeb Orrelios formam a dupla masculina da célula rebelde, que ainda conta com o dróide Chopper, um robô folgado e incontrolável. No Lado Negro temos Agente Kallus, um soldado do Império; e o vilão da temporada, O Inquisidor, um caçador dos jedis remanescentes da Ordem 66.

Nota: O reaproveitando o design original do Chewbacca para o personagem de Zeb mostra um dos objetivos da Disney: utilizar TUDO possível para unificar a franquia.

Chewie5

A animação também se utiliza muito bem do Universo criado por George Lucas. Logo no segundo episódio já há a aparição dos dois dróides mais queridos da franquia, R2-D2 e C3PO, numa missão especial para o Império (pasmem). No décimo episódio, Idiot’s Array, Billy Dee Williams reprisa seu papel de Lando Calrissian, e no final da temporada temos duas participações especiais: Ahsoka Tano, a padawan de Anakin Skywalker em Clone Wars; e o próprio Darth Vader, sendo um enviado do imperador Palpatine para manter a ordem.

Por fim, Star Wars Rebels se mostra um divertimento para todas as idades e todos os fãs da série de filmes, não deixando dúvidas dos acertos da Disney. Só nos resta esperar a segunda temporada para descobrir um pouco mais sobre a formação da Aliança Rebelde e a verdade sobre os pais de Ezra.poodql6433bi3wpdurlx

A segunda temporada já foi anunciada e estreia no dia 20 de Junho de 2015 lá nos EUA, sem ainda o anúncio da quantidade de episódios (podemos sonhar com pelo menos 20?)

The following two tabs change content below.
Do cult popular ao pop culto: PontoJão é o lugar para você ir além do senso-comum. Seu ponto além da curva.