Comentário: Baleia – Ao Vivo no Maravilha8 (2015)

Folder

Seguindo a pegada de falar de bandas brasileiras novíssimas que estão fazendo um som de muitíssima qualidade (não deixe conferir nosso texto sobre O Terno), vamos falar nesse post do EP ao vivo de estúdio da banda Baleia. A banda carioca composta por Sofia Vaz (voz), Gabriel Vaz (voz), Cairê Rego (baixo), David Rosenblit (piano), Felipe Ventura (guitarra, violino), João Pessanha (bateria) está na ativa desde 2010 tendo seu primeiro álbum de estúdio, “Quebra Azul”, lançado em 2013.

Na descrição do Facebook, a banda se auto denomina dentro do gênero “indie ostentação”, o que é uma saída excelente para uma banda que usa de tantos recursos diferentes em nome da criação de uma estética bastante singular. Chama muita atenção o fato de termos violões misturados com guitarras distorcidas e limpas, com teclados, com violinos e com arranjos vocais cheios de detalhes e importância, entoando canções com letras enigmáticas. Não é demais dizer que é perceptível que existe um esforço por fazer música bonita e de mensagens nada diretas.

O EP, “Ao Vivo no Maravilha8”, é uma gravação de estúdio em que todos os instrumentistas foram gravados tocando ao mesmo tempo, como se estivessem fazendo uma apresentação particular, daí ser perfeitamente compreensível o termo “ao vivo em estúdio”. São apenas cinco canções maravilhosamente compostas e executadas. Não há como apontar para o destaque dessa ou daquela, principalmente pelo fato de o virtuosismo da banda estar em compor músicas que são complexas como um todo. Para conhecer melhor, dê uma olhada nos vídeos de “Casa” e de “Noite de Temporal / Little by Little”, um cover (sinistro e) improvável de Dorival Caymmi e Radiohead, para quem gosta de experimentação musical, um prato não só cheio mas delicioso. 

“Casa”

“Noite de Temporal/Little by Little”

P.S: super importante relembrar que o EP está disponível para download gratuito no site da banda http://www.baleiabaleia.com/