Channel Zero: a série de terror antológica do canal Syfy

O produtor e roteirista Nick Antosca tem uma experiência curiosa no que diz respeito ao gênero de terror. Já trabalhou em roteiros de episódios em séries com tons sobrenaturais, como “Teen Wolf”, da MTV, e do suspense psicológico na já cancelada – que ainda rola conversas sobre uma possível quarta temporada – “Hannibal”, da NBC. Eis que surge a ideia de criar “Channel Zero”, na proposta de ser uma antologia – obras do mesmo estilo, mas com histórias diferentes, mantendo suas abordagens.

channel zero
Nick Antosca

Antologia baseada em creepypastas – histórias de terror vistas em fóruns da internet – e escrita por Kris Straub, a primeira temporada de “Channel Zero” série se inspirou no conto “Candle Cove”. A trama traz um programa televisivo infantil, o qual muda completamente o comportamento das crianças que o assiste. No meio disso, temos Mike Painter (Paul Schneider), um psicólogo infantil, que se vê obrigado a retornar para o lugar que tinha abandonado – por conta do desaparecimento repentino do seu irmão gêmeo – porque mais uma vez o antigo programa voltou a assombrar as crianças da localidade, principalmente a filha do seu melhor amigo Gary Yolen (Shaun Benson).

Se a ideia era captar a sensação que é passada ao ler uma creepypasta, “Channel Zero” acertou em cheio, e muito disso vale por conta da forma que trabalhou durante seis episódios – suficientes para entregar uma boa temporada. Neles, compor momentos de tensão não foi uma tarefa difícil, visto as cenas para lá de assustadoras e bizarras.

channel zero

A narrativa dividida em dois tempos – a infância e a fase adulta de Mike –, enquanto todo o mistério envolvendo “Candle Cove” era conduzido, fez a série tomar um ponto de partida e engrenar, à medida que um drama também era desenvolvido. Com atenção, “Channel Zero” soube combinar todos esses fatores de maneira satisfatória, ainda que de maneira lenta, conseguindo conquistar com o seu primeiro ano.

Não demorando muito após a recepção excelente com a série, veio a confirmação para uma segunda temporada, seguida por um anúncio de um terceiro e quarto ano, vieram, garantindo a longevidade de “Channel Zero” e suas histórias variadas a serem contadas.

A segunda temporada – que tem data marcada para estrear no dia 20 de setembro – adapta o conto sobre “A Casa Sem Fim”, escrito por Brian Russel. Na série, a jovem Margot Sleator (Amy Forsyth) percebe que as coisas mudaram para ela e seus amigos, depois que visitaram os quartos da casa, e descobriram o quanto as experiências por lá são aterrorizantes. Confira o trailer abaixo, que promete mais seis episódios aterrorizantes para “Channel Zero”.

Ainda que maiores detalhes sobre a quarta temporada – com o título “I Found a Hilden Door in My Cellar” – não tenham sidos revelados, o terceiro ano – com o tema “Staircases” já traz um pouco sobre os seus personagens. Brandon Scott (do remake A Bruxa de Blair, de 2016) interpreta Luke Vanczyk, um jovem e cansado policial que vive à sombra do seu pai, chefe de polícia. Ainda assim, Brandon tem amor e dedicação por sua profissão e um cuidado pela população dificultosa de sua cidade. Também traz no elenco Holland Roden (da série Teen Wolf) no papel de Zoe Woods luta contra uma doença mental que enfrenta há anos, mas que não gosta da ideia de sua irmã mais nova, Alice Woods (Olivia Luccardi, de “Orange is the New Black”) cuidar dela, e queria que tudo voltasse ao normal.

E você? Conhece “Channel Zero”? Assistiu e curtiu a série? Enquanto a segunda temporada não chega, diz aí nos comentários ou nos nossos grupos do Telegram e no Facebook o que achou de “Candle Cove”.

The following two tabs change content below.

Felipe Oliveira

Gosto de tudo um pouco, mas me limito em não arriscar muito e talvez escrever seja o meu momento mais sincero no qual posso expor minhas ideias e pensamentos.