Animal Kingdom (2017): altas expectativas, para uma temporada irregular

Quando Animal Kingdom voltou estreando a sua segunda temporada, tivemos um episódio morno, mas mantendo o nível de qualidade da série, e o melhor: contornando tão bem o caminho traçado no longa o qual é baseada. Entretanto, ao continuar explorando o seu ritmo, teve um desafio para enfrentar por conta de três episódios adicionais. O que pode ser ou não um problema, porém, aqui, foi mais um fator que colaborou para a sua irregularidade: enquanto a trama tentava agradar, também perdia o fôlego, mais ainda assim, valeu a pena criar expectativas.

Animal Kingdom

A melhor aposta para o seu novo ano ficou a cargo de quase todos os seus personagens – que irei falar mais adiante – tão bem desenvolvidos. Se a trama não garantia de forma satisfatória o bom roteiro de outrora, alguma coisa precisava ser feita para “Animal Kingdom” voltar aos trilhos, e assim foi feito, provando que não iria apontar para todos os lados e deixar de arriscar. Os arcos apresentados ao longo da temporada oscilaram e muito a fim de manter o ritmo. Era possível perceber o esforço para não desanimar até chegar na reta final, contudo, não alcançaram a nota esperada.

O mesmo recurso usado a fim de ser proveitoso em um plot futuro, era também o que tornava toda coisa chata de se acompanhar. Houve um momento em que avançara para entregar o seu melhor, com isso, equilibrando de maneira excelente o drama, adrenalina e humor característicos da série, sendo assim, o suficiente para não despencar, porém, a trama persistia na mesmice e sequências só para matar o tempo.

Animal Kingdom

Contudo, como apontei antes, a sua virtude se manteve nos personagens. Foi instigante a forma como o passado fora abordado enquanto as consequências para o presente já estavam sendo moldadas. Sim, “Animal Kingdom” sempre tivera cenas de assaltos muito bem executas, mas a sua força nunca dependeu inteiramente disso, e sim dos conflitos – que os roteiristas acertam quando entregar – que envolvem os personagens, e isto foi abordado de maneira intensa e satisfatória para cada um – enquanto outros serviam para algum apoio aleatório.

Mas o que falar sobre o J? Não quero aqui contradizer as minhas palavras, porém, o futuro para o personagem parece seguro. Por enquanto, o que fora desenvolvido não foi nada além do esperado, mas se ele já não era o centro da trama, ganhou mais notoriedade e responsabilidade para desempenhar esse papel – que tudo indica não decepcionar.

Animal Kingdom

Apesar do estilo de roteiro bem amarrado e tenso apresentado na primeira temporada ter ficado distante de ser visto no seu novo ano – por conta de decisões nada cativantes, principalmente em parte na season finale – ainda valeu a pena. Um terceiro ano já está confirmado – e sinceramente, não consigo imaginar a série indo mais que isso -, com uma trama pré-definida, “Animal Kingdom” tem tudo para entregar algo melhor, se mantendo firme no enredo.

The following two tabs change content below.

Felipe Oliveira

Gosto de tudo um pouco, mas me limito em não arriscar muito e talvez escrever seja o meu momento mais sincero no qual posso expor minhas ideias e pensamentos.