Lista #31 | 5 animações para assistir na Netflix

O mês de férias é realmente feito para ser aproveitado e existem diversas formas de tirar bom proveito desse tempo livre. Tem quem curta fazer uma viagem, sair com a família ou aproveitar a noite da cidade sozinho, mas também existem aqueles que preferem ficar em casa deitados no sofá e colocar em dia aquela série. Como estamos no mês  ToddyFérias no Pontojão, nada mais justo que fazermos uma breve listinha de animações para assistir na Netflix nesse mês!

Em quinto lugar:

https://i0.wp.com/m.media-amazon.com/images/M/MV5BMDliOTIzNmUtOTllOC00NDU3LWFiNjYtMGM0NDc1YTMxNjYxXkEyXkFqcGdeQXVyNTM3NzExMDQ@._V1_SY1000_CR0,0,699,1000_AL_.jpg?resize=350%2C500&ssl=1

Operação Big Hero (“Big Hero 6“)

Direção: Don Hall, Chris Williams

Ano: 2014

A animação baseada em treze volumes de uma hq da Marvel Comics, que durou pouco mais de dez anos para concluir sua história, foi trazida às grandes telas em 2014 e fez um baita sucesso, garantindo ao longa até uma indicação ao Oscar de melhor animação no ano de 2015. No filme conhecemos Hiro, um garoto de treze anos que para participar de lutas clandestinas decidiu construir um robô, tentando assim garantir uma grana. Depois de Tadashi fazer um grande esforço para tirar seu irmão do meio das lutas ilegais, Hiro é apresentado aos amigos de Tadashi no laboratório onde o irmão trabalha. O filme é rodeado de um bom humor, ação e aquele toque Disney de sempre que já nos passa uma certa segurança.

Em Quarto Lugar:

https://i2.wp.com/m.media-amazon.com/images/M/MV5BMDVmMWM4YjQtMzBjZi00ZTUzLTg3MGYtMjQyMzA3M2U5MTVjXkEyXkFqcGdeQXVyNjc3OTE4Nzk@._V1_SY1000_CR0,0,666,1000_AL_.jpg?resize=333%2C500&ssl=1

Os Incríveis (“The Incredibles“)

Direção: Brad Bird

Ano: 2004

Temos falado bastante desse filme por aqui ultimamente – talvez seja porque temos uma resenha maravilhosa de sua sequência -, mas não podemos negar, esse filme é muito bom. Além de ser uma animação da Disney/Pixar e um filme de super-heróis, o longa é também uma bela história familiar sustentada por mais de uma década sem perder sua qualidade ou sua linguagem atual. Sempre cai bem dar uma revisitada na história da família Pêra e relembrar como é bacana trabalhar em família.

Em Teceiro Lugar:

https://i1.wp.com/m.media-amazon.com/images/M/MV5BYjYwOWM3MDQtODY3Mi00YmU4LTg0N2EtZTk0YThjMzk2ZTkzXkEyXkFqcGdeQXVyNjkxNzQ2NDI@._V1_SY1000_CR0,0,666,1000_AL_.jpg?resize=333%2C500&ssl=1

Como Treinar o Seu Dragão 1 e 2 (“How To Train Your Dragon“)

Direção: Dean DeBlois

Anos: 2010/2014

Dragões sempre foram criaturas incríveis, e em Como Treinar o Seu Dragão descobrimos como eles estão inseridos na história de Soluço, um jovem viking. Sim, eu sei que são dois filmes, mas ambos são ótimas animações e trabalham muito bem juntas. Existe um salto temporal entre o primeiro e o segundo filme, o que traz camadas bacanas pro desenvolvimento dos personagens e das suas próprias aventuras. Mas o grande motivo de eu ter colocado os dois juntos aqui é porque nem tantas animações conseguem sustentar a sua qualidade no decorrer das continuações, mas aqui eles fizeram um trabalho muito bom.

Em Segundo Lugar:

https://i2.wp.com/m.media-amazon.com/images/M/MV5BMTI4MjQ3NzAyNl5BMl5BanBnXkFtZTcwMDg1MTk5MQ@@._V1_.jpg?resize=337%2C500&ssl=1

Up: Altas Aventuras (“Up“)

Direção: Bob Peterson, Pete Docter

Ano: 2009

Esse filme junta bastante emoção e um verdadeiro espírito de aventura! Na animação somos apresentados a Carl, um velhinho bem simpático – só que não – de 78 anos que luta para não ser despejado da casa onde viveu a vida toda esposa, a falecida Ellie. Depois de um acontecimento levar as pessoas a acreditarem que ele é uma ameaça pública, Carl, na intenção de fugir, decide colocar diversos balões espalhados pela parte exterior da casa fazendo com que esta levante voo e o leve para a América do Sul, onde sempre desejou morar com Ellie. O filme é realmente emocionante, enquanto acompanha a história de Carl e também do pequeno Russel, que por algum motivo estava na casa também. É definitivamente uma das melhores animações que a Disney/Pixar já fez até hoje.

Menção Especial:

https://i2.wp.com/m.media-amazon.com/images/M/MV5BMTIzNjE1NDg1N15BMl5BanBnXkFtZTcwOTg2NTMzMQ@@._V1_SY1000_CR0,0,671,1000_AL_.jpg?resize=336%2C500&ssl=1

A Casa Monstro (“Monster House“)

Direção: Gil Kenan

Ano: 2006

Aproveitando a sexta-feira 13 e sua vibe de terror – e o fato desse filme ter mexido bastante comigo quando vi pela primeira vez ainda criança – deixo aqui a sugestão dessa animação de “terror” que brinca bastante com a intenção de ser uma animação mais puxada para o suspense e que entrega uma aventura cativante e envolvente do começo ao fim.

Em Primeiro Lugar:

animações para assistir na Netflix

Monstros S.A. (“Monsters, Inc.“)

Direção: Pete Docter, David Silverman e Lee Unkrich

Ano: 2001

Esse pode até não ser o top 1 de muitas pessoas se estivessem fazendo uma lista como essa, mas a verdade é que Mosntros S.A. sempre foi uma das minhas animações preferidas, e ela é repleta de sentimentos que variam, mas que permanecem durante todo o filme. Desde a amizade – que é considerada uma ameaça para a Industria dos sustos – entre Sullivam e a pequena Boo, até a jornada deles com a ajuda do sensacional Mike Wazowsky – que persoangem, senhoras e senhores! – para levar a pequena jovem em segurança para sua casa sem deixar que os vilões dessa história a sigam. É uma grande animação que provavelmente marcou a infância de muita gente e que continua sendo uma ótima experiência de se acompanhar hoje em dia.

 


Entre no nosso grupo secreto no Facebook e no grupo do Telegram para interagir com autores dos textos e outros leitores.

The following two tabs change content below.

Jardas Costa

PontoCaster, fã da DC e da Marvel (não DC vs Marvel), apreciador de um bom kalzone e sempre esperançoso por toda obra que está por vir, porque todo bom filme é uma boa forma de se compartilhar a vida.